sexta-feira, 6 de março de 2015

#PapoJovem: Longe de Casa...

Você mora longe da casa de seus pais? Longe da sua namorada? Amigos? 
Enfrenta o desafio da saudade da comidinha da mãe e do conforto do lar?
Sente a falta do carinho dos seus pais, irmãos e de todas as outras pessoas que ali ficaram? 
Quantos Jovens, quantas pessoas que por questão de trabalho, por questão de estudo ou por algum outro motivo,  precisam deixar o seu lar e tomar rumo para um outro lugar, outra cidade, ir para um lugar bem distante? 
Como é viver longe da família?

Se acostumar com o novo, com o ambiente, viver novas situações em relação a costumes, cultura... 
Seria um grande desafio? Claro, é desafiante em todos os sentidos, pois em primeiro lugar, ficamos longe do nosso lar, da nossa casa, da nossa comodidade, ficamos longe das coisas que marcaram a nossa história. Ai vem aquela ansiedade, uma euforia danada. É tudo isso que toca a vida de uma pessoa. 
Gente que vai numa boa e não vê a hora de sair de casa. 
Exitem aqueles que saem por necessidade e não vêem a hora de voltar ao seu lar.
Gente que sofre por estar longe, e não vê a hora de voltar.
Qual o senário que você se encontra?
Estar dentro de casa ou fora de de casa, mais do que tudo, numa questão geográfica é não distanciarmos daquilo que é nossa vida, a nossa identidade, a nossa cultura, a nossa família.
Onde eu estou, eu quero ser a minha casa! Onde eu for, eu quero levar a minha vida junto, a minha identidade. É tão bonito a gente não perder isso, saber que nos temos uma identidade, uma casa, uma família. 
E para você que esta longe, e vive essa nostalgia, o jeito é ter essa coragem mesmo, de enfrentar o desafio que é sair de casa. 
Devemos pensar "Estou longe, mas seu o que devo fazer aqui, sei o tempo que necessito."
Então por favor, não demora! 
É tão bom a gente poder fazer esse ciclo de ir e vir, ir buscar lá fora os nossos sonhos e aprender tantas coisas maravilhosas, mas sem perder a identidade daquilo que foi adquirido na sua casa, para poder voltar e celebrar o lar, aquela coisa gostosa da saudade, do reencontro. 
Então, o nosso recado é esse; Vamos continuar seguindo para onde Deus vai nos mandando, pois como já dizia Vicente (São vicente de Paula):

"Não sou daqui nem dali, mas de qualquer lugar onde Deus quer que esteja."

Da Redação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário