segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

SER VICENTINO...



Por que ser Vicentino?


Porque ser vicentino é viver o ensinamento de Cristo: “bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos céus” (Mt 5,3). Pobres em espírito são aqueles que estão sempre prontos a abrir seu coração para Deus e prontos a ajudar os semelhantes e com eles partilhar um pouco daquilo que têm.
Como e por que servir os pobres?
Ao dirigir-se aos grupos dedicados a avaliar o sofrimento dos pobres, Frederico Ozanam disse: “Servi os pobres com respeito e delicadeza, sem humilhá-los. Jesus Cristo considera como feito a ele mesmo tudo que se faz a um pobre ou a um enfermo”.
É difícil ser vicentino de verdade?
Não. Ser vicentino é antes de tudo uma graça. É a resposta positiva ao chamado da consciência iluminada pelo Espírito de Amor. Torna-se visível a vocação vicentina naqueles que, apesar de suas tarefas caseiras e profissionais estafantes, encontram tempo para demonstrar sua solidariedade aos irmãos carentes. Para isso não precisa de dinheiro no bolso. É dar testemunho da fé.
Como surge a vocação vicentina?
Surge em função da angústia sentida ante o espetáculo da miséria de outro ser humano. É a reação espontânea de simpatia pelos que sofrem e desejo de assumir atitude de irmão solidário.
Que devo fazer para ser um vicentino?
O primeiro passo é descobrir o horário e onde se reúnem os grupos próximos a sua casa ou paróquia. Depois participar das reuniões de um dos grupos e acompanhar os encarregados de visitar os pobres e descobrir, desta forma, porque 250.000 cristões católicos do Brasil.

JMV Mundo : Indonésia


Em Indonésia, a JMV existe unicamente em Yakarta, (capital do país). A maioria dos membros somos estudantes de medicina, fato pelo qual uma das principais atividades da JMV e Filhas da Caridade em Yakarta é no âmbito da saúde. Alguns dos membros são  jovens de paróquias.
A JMV Indonésia conta com programas mensais e anuais. Os programas mensais são os serviços de saúde e educação das crianças. Enquanto aos serviços de saúde, temos nossa própria clínica chamada Klinik Bintang Laut (Clínica Estrela do Mar) que proporciona assistência médica em geral. Muitos pessoas vem à clínica porque o custo é relativamente barato. A clínica só abre-se as terças e sextas-feiras devido ao número limitado de recursos, mas estamos trabalhando para abrir-la de segunda a sexta, e planejamos adicionar serviços dentais. Outros serviços de saúde são realizados semanalmente em Papanggo (atendemos as pessoas debaixo de viadutos) e uma vez por mês em Poncol (zona periférica de Yakarta).
Outra de nossas principais atividades é a educação de crianças de pré-escola e ensino fundamental. Proporcionamos-lhes aulas de reforço, esta atividade é desenvolvida nos seguintes lugares: Cilincing, Papanggo e Poncol.
Entre as atividades anuais deste ano estão previstos Eventos de Caridade e Retiros. Realizamos uma feirinha de um dia donde vendemos a roupa com preço barato, essas roupas são doadas por nossos membros ou amigos.

Fonte: http://www.secretariadojmv.org/

Reflexão do Dia: AJUDA-TE, QUE O CÉU TE AJUDARÁ!


Narra-se que um sábio caminhava com os discípulos por uma estrada tortuosa, quando encontraram um homem piedoso que, ajoelhado, rogava a Deus que o auxiliasse a tirar seu carro do atoleiro.

Todos olharam o devoto, sensibilizaram-se e prosseguiram.
Alguns quilômetros à frente, havia um outro homem que tinha, igualmente, o carro atolado num lodaçal. Esse, porém, esbravejava reclamando, mas tentava com todo empenho liberar o veículo.

Comovido, o sábio propôs aos discípulos ajudá-lo.
Reuniram todas as forças e conseguiram retirar o transporte do atoleiro. Após os agradecimentos, o viajante se foi feliz.

Os aprendizes surpresos, indagaram ao mestre: Senhor, o primeiro homem orava, era piedoso e não o ajudamos. Este, que era rebelde e até praguejava, recebeu nosso apoio. Por quê?

Sem perturbar-se, o nobre professor respondeu: Aquele que orava, aguardava que Deus viesse fazer a tarefa que a ele competia. O outro, embora desesperado por ignorância, empenhava-se, merecendo auxílio.
* * *

Muitos de nós costumamos agir como o primeiro viajante. Diante das dificuldades, que nos parecem insolúveis, acomodamo-nos, esperando que Deus faça a parte que nos cabe para a solução do problema.

Nós podemos e devemos empregar esforços para melhorar a situação em que nos encontramos.

Há pessoas que desejam ver os obstáculos retirados do caminho por mãos invisíveis, esquecidas de que esses obstáculos, em sua maioria, foram ali colocados por nós mesmos, cabendo-nos agora, a responsabilidade de retirá-los.

Alguns se deixam cair no amolentamento, alegando que a situação está difícil e que não adianta lutar.

Outros não dispõem de perseverança, abandonando a luta após ligeiros esforços.
Com propriedade afirma a sabedoria popular que pedra que rola não cria limo, sugerindo alteração de rota, movimento, dinamismo, realização.

Não basta pedir ajuda a Deus, é preciso buscar, conforme o ensino de Jesus: Buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á.

Devemos, portanto, fazer a nossa parte que Deus nos ajudará no que não estiver ao nosso alcance resolver.

Momento Provincia do Recife - PE


O gosto e o gesto de ser um Jovem Marial Vicentino

 
Abraçar a vida de membro da Juventude Marial Vicentina é, antes de mais nada, um ato de ousadia. Não ousadia por ser algo que apresente risco ou algo que afronte leis. Mas ousadia por ir de encontro aos efeitos da pós-modernidade, quando se acompanha uma sociedade cada vez mais imersa na individualidade, na indiferença ao Ser, na primazia à imagem, na avalanche de informações, entre outros.
É nesta perspectiva de estar a par da realidade social que o mundo atravessa que a JMV deve conduzir seus membros a viver uma vida com os olhos na realidade, mas com o coração alimentado pela obra e os ideais vicentinos. Eis um desafio. Contudo, a Associação precisa de que seus jovens sejam capazes de serem autores de gestos de amor: amor ao próximo, amor à sociedade, amor à liberdade, amor à Santíssima Virgem, amor profundo à própria JMV, pois quem ama de verdade a JMV pode se considerar incondicionalmente capaz de ser dono gestos de amor.
Também, é preciso que o jovem sinta gosto em vestir a camisa da Associação e seja personagem e agente da transformação social. A vida de “Amar Cristo no Pobre” só terá sentido se o jovem souber o gosto que tem o serviço sem interesse, sendo o único interesse a prática da caridade. Para tanto, é importante ainda que o jovem exercite constantemente sua vida de oração, sendo esta a ponte entre o humano e o divino.
Enfim, a JMV precisa ser a casa espiritual do jovem. Aquela casa em que todos os móveis estão nos lugares certos, limpinha, com a pintura conservada, com o conforto necessário. O ato de abraçar a Juventude Marial Vicentina é um ato de fazer um convite a si mesmo para morar numa espécie de casinha simples, de uma chácara, que tem um pomar farto de frutos, frutos doces e amargos, mas sempre frutos. Frutos que só deixam ser alcançados pelos que ousam ter o gesto de ir buscá-lo, e o gosto de mordê-lo. Mordê-lo e sorrir.





Wagner Marques
Vice-presidente da JMV Província do Recife
"Pela JMV, tudo!"

Frases de São Vicente de Paulo


«Não sou daqui nem dali, mas de qualquer lugar onde Deus quer que esteja»

domingo, 30 de janeiro de 2011

Eleita a nova coordenação do Grupo de base da JMV Serra Talhada

No útlimo sábado 29/01/2011, a JMV de Serra Talhada se reuniu para eleger a mais nova coordenação desse grupo. Foram eleitos jovens que carregam no peito muita fé em Nossa Senhora, jovens que tem São Vicente de Paulo como exemplo de vida e Jesus Cristo como salvador. A coordenação ficou composta pelos seguintes:

1ª Presidente: Dorinha Tiburtino
2ª Presidente: Ana Cristina Silva
1ª Secretária: Leidiane Pereira
2ª Secretária: Fabiana Virgulino
1º Tesoureiro: Daviton Allyson
2ª Tesoureira: Elisiane Pereira
Vogais: Andréa vanderley e Naira Tatiana
Obs.: A 1ª Presidente é a de blusa roxa, depois é só seguir a ordem.





Do blog: Parabenizamos a todos que foram eleitos, e sugere para que cada um exerça sua função como se fosse São Vicente no seu lugar. Podem contar com nossa oração e apoio sempre!

Da JMV Regional Natal: Parabéns! Desde já queremos dizer que estamos dispostos a unir nossa força, para assim podermos verdadeiramente amar ao nosso próximo além da distancia. Contem conosco pro que for preciso! "JMV sempre!"

JUMA NEWS 1ª Edição

Como havíamos prometido, está no ar a 1ª edição do JUMA NEWS, e o entrevistado dessa semana é Cleber Oliveira, mais conhecido como Clefábio, ele que atualmente está morando em Madri, na Espanha a serviço da JMV, e que é natural de Fortaleza-CE, tem 29 anos de idade. Agradecemos a disponibilidade do Clefabio para essa entrevista, ele que é um jovem muito atarefado. Quer saber mais??? Continue lendo...



INFORMAÇÕES SOBRE O ENTREVISTADO

Nome: Cleber Oliveira                                                                                
Idade: 29 anos
Mais conhecido por: Clefabio
Naturalidade: Brasileira (Fortaleza-CE)
Endereço (atual): Madri-Espanha


PERGUNTAS:

- Como conheceu a JMV?

Na missa. O grupo cantava na igreja aos domingos, em Bela Cruz - CE
- Há quanto tempo está na JMV?
Há 13 anos
- Você ama a JMV?
D+! Diria que o bastante para ser feliz.
- O que te fez amar a JMV?
A JMV me faz Ser Pessoa.
- Qual o momento mais inesquecível pra você?
Quando descobri o meu nada e o Tudo que Deus é na minha vida.
- É verdade que você abriu mão do seu emprego de funcionário público para ser voluntário da JMV, na Espanha?
Sou concursado. Pedi uma licença por dois anos, renovável.
- Desde quando está como voluntário no secretariado internacional da JMV?
Desde 25 de agosto de 2009.
- Qual(is) lugar(es) você já visitou através da JMV?
(...) Brasil: “Fortaleza”, São Luis, Recife, Natal, Manaus, São Paulo e Rio de Janeiro. Exterior: Republica Dominicana, Espanha, França, Portugal e Republica Tcheca.  
- O que a JMV representa pra você?
Um dos capítulos mais bonitos do livro de minha vida.
- Quais os efeitos que a JMV causou na tua vida?
Efeitos positivos, valores humanos e cristãos, o sentido de entrega desinteressada e a confiança na providencia divina. 
- Qual sua maior experiência de vida até hoje?
O ato de existir, de amar e ser amado por Cristo e por meus irmãos e irmãs
- Você acha que já fez muito pela JMV?
Nada. A JMV é quem faz por mim, sempre. O segredo é entregar-se.
- Como você se sente servindo de exemplo para muitos jovens mariais vicentinos?
Não me sinto melhor que nenhum, porque diante de Deus somos iguais. Cada um a partir do que possa colaborar dever fazê-lo. O importante é não acomodar-se.
- Qual seu recado para os que ainda não fazem parte da JMV?
Que a vida tem um sentido: Jesus, e que através da JMV se pode encontrá-lo na alegria de servir-Lo no outro.
- E qual o recado para os que já fazem parte?
Que sigam amando com palavras e obras, como fez o Senhor e nos ensinou São Vicente. Que tenham certeza da proteção de Maria e que, saibam que encontrarão graças diante de Deus, porque disseram sim a seu projeto; que Ele os abençoe!
Ah, e que eu os amo a todos!

São Vicente de Paulo “O Apóstolo da Caridade”.

“Nasceste da família mais humilde, mas tua origem preparou-te para a glória e a pobreza de tua infância obscura fez-te capaz de ser o Pai dos Pobres.”

Na Pequena aldeia de Pooy, perto da cidade de Dax ao Sul da França, nasceu o terceiro, dos seis filhos do casal de João de Paulo e Bertranda de Morais, era o dia 24 de abril de 1581, no mesmo dia foi batizado e recebeu o nome de Vicente, que quer dizer “Vencedor do Mal”.
Vicente, assim como seus irmãos, foram instruídos por sua mãe e dela também receberam o ensino religioso.
Desde muito cedo Vicente trabalhou com pastor de ovelhas e de porcos, seus irmãos mais velho ajudavam os pais na lavoura.
A piedade e a religiosidade marcaram o nosso pequeno pastor; em frente a sua casa tinha um grande Pé-de-Carvalho e nele formou-se um buraco que Vicente colocou uma pequena imagem da Virgem Maria e onde, diariamente, se ajoelhava e fazia suas orações.
Sua inteligência e piedade, logo chamaram a atenção do vigário, que aconselhou seus pais a permitirem que ele entrasse na escola.
Foi matriculado em um colégio religioso de Franciscanos na cidade de Dax e lá fez os estudos básicos. Os estudos teológicos foram feitos na universidade de Tolusa. Foi ordenado sacerdote em 23 de setembro de 1600, estava com 19 anos, e aos 23 recebe o título de doutor em Teologia.
Pe. Vicente era muito estimado por todos, e seus sermões edificavam os seus ouvintes. Uma rica viúva que gostava de ouvir as sua pregações, ciente de que ele era muito pobre, deixou para ele uma herança, uma pequena propriedade e determinada importância em dinheiro, que estava com um comerciante em Marselha.
Ele foi atrás do devedor, encontrando-o recebeu grande parte do dinheiro; ao regressar o barco que estava foi aprisionado pelos piratas turcos, os passageiros foram levados para Turquia e lá vendidos com escravos.
Pe. Vicente foi vendido para um pescador, depois para um químico; com a morte deste, ele passou para o poder de seu sobrinho que o vendeu a um fazendeiro.
Depois de algum tempo é libertado pelo fazendeiro e retorna para França, e lá em Avinhas, hospeda-se na casa do Vice-Legado do Papa e com ele vai para Roma, lá estuda e se forma e Direito Canônico.
Pe. Vicente retorna a França a pedido do Papa para levar um documento sigiloso ao Rei e pelo Rei foi escolhido como Capelão da Rainha. Seu serviço era atender os menos favorecidos, levando o alimento material e espiritual a todos os necessitados. Visitava diariamente os hospitais, presídios, escolas etc.
O ambiente no palácio era por demais luxuoso e Pe. Vicente pediu a Rainha para ir morar numa pensão.
Com o passar do tempo Pe. Vicente conhece o Pe. Berulle, e este logo foi nomeado Bispo de Paris. Pe. Vicente foi indicado para assumir uma pobre paróquia no subúrbio de Paris; lá criou a confraria do Rosário para que seus confrades visitassem os doentes diariamente.
O Bispo Dom Berulle indica o Pe. Vicente para dar formação aos filhos do general das Galeras, assim com atender os colonos e trabalhadores de suas propriedades.
Foi residir no Palácio dos Gondi, e lá morou por 5 anos, e com auxílio da Senhora de Gondi, funda a Congregação das Missões e a Confraria da Caridade, sendo que a primeira cuidaria da evangelização dos pobres camponeses e a confraria da caridade daria assistência espiritual e corporal aos doentes menos favorecidos, era o ano de 1618.
Muitos homens, inclusive muito jovens seguem Pe. Vicente, que exige de seus filhos espirituais pregações simples e ternura em seus corações. Pe. Vicente recebe um leprosário que estava vazio, para residência de seus padres.
Somente em 1633 a ordem recebeu o reconhecimento , a bula do Papa Urbano VIII. Pe. Vicente sempre tinha um olhar de ternura e carinho para com as crianças abandonadas, os velhos esquecidos e marginalizados, os pobres e doentes, além dos encarcerados. Durante sua vida fundou grandes obras, que até hoje estão a serviço da humanidade.
Em 1633, encontra-se com a viúva Luísa de Marilac e com ela funda a Confraria das Irmãs da Caridade. Muitas damas da sociedade unem-se a nova ordem, e juntas formam um exército de voluntárias que saem pelas ruas, para visitar os presos, os idosos desamparados e principalmente as crianças jogadas nas ruas e nas sargetas da intolerância.
O Serviço Social nasce de ideais de Pe. Vicente e Luísa de Marilac; que juntos recolhem fortunas dos ricos e as distribuem para necessidades dos seus assistidos
.
Em 1648, Pe. Vicente envia seus coirmãos, para as primeiras missões em Madagáscar.
Pe. Vicente dizia que: “Jamais devemos perder de vista o divino modelo! É preciso ver Jesus Cristo no pobre, e ver no pobre a imagem de Cristo.”Na madrugada de 27 de setembro de 1660, Pe. Vicente com seus quase 80 anos e uma vida cheia de lutas, conquistas e doações, entrega nas mãos do dispensador de nossas vidas, a sua própria vida. Pe. Vicente gastou-se por amor...
Seu sepultamento foi marcado pelas lágrimas de gratidão de tantos orfãos que o tiveram por pai, de tantos idosos que o tiveram por filho, de tantos doentes que o tiveram como remédio e de tantos encarcerados que o tiveram como advogado, conselheiro e amigo.
Foi canonizado em 1737, e em 1885 é declarado o Patrono de todas as obras de caridade da Igreja.
São Vicente, a tua presença no mundo, através de teus filhos e filhas espirituais, é o que o faz ser mais e melhor.

Fonte : Histórias de Santos

Frases de São Vicente de Paulo

«Como ser cristão e ver o seu irmão aflito, sem chorar com ele! É permanecer sem caridade, é ser cristão de pintura, é não possuir nada de humanidade, é ser pior que os animais»

Reflexão do dia: Olhar para cima


Certa vez um jovem marinheiro teve que subir ao mastro durante uma tempestade.
as ondas levantavam o barco para alturas estonteantes e logo em seguida 
jogavam-no para profundezas abismais 

O jovem marujo começou a sentir vertigem e estava quase caindo o capitão gritou:
"moço, olhe para cima". 

De maneira decidida, o marinheiro desviou o olhar seu olhar das ondas ameaçadoras
e olhou para cima. ele conseguiu subir com segurança e executar a sua tarefa 

Quando os dias de tribulação revolvem a nossa vida, quando as tempestades da vida
nos confundem, perdemos o equilibrio e somos ameaçados de despencar. 

Entretanto se desviar-mos nosso olhar dos perigos e olharmos para o ajudador,
se buscarmos a face do senhor em oração e agarramos a sua poderosa mão, nosso
coraçâo se aquietará, receberemos força e paz para podermos executar as nossas
tarefas em meio as tempestades e finalmente seremos vitoriosos.


"Galerinha" Precisamos muitas vezes mesmo o obstáculo sendo grande olhar para cima e acreditar. Precisamos ter fé e acreditar que quando nos dedicamos, trabalhamos, Deus está ao nosso lado. Olhe para cima, encare as coisas com otimismo.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Problemas no céu

Deus fazia sua costumeria ronda pelo céu.Percebeu que algumas pessoas não eram suficientemente puras para estar ali.Elas mesmas se envergonharam diante dos bem aventurados , gente de inefável beleza.
"O que esta acontecendo ?", pensou Deus. "Será que Pedro não está vigiando bem a porta do céu? Por que ele está deixando entrar essa gente entrar?Será que a idade avançada debilitou sua coragem? Isso não pode continuar". Pediu , então a um anjo mensageiro que fosse chamar Pedro.O anjo chegou aonde Pedro estava .Tomava conta da entrada do céu. Parecia muito feliz e tranquilo.
- Pedro- disse o anjo , - Vim substituir  você um pouquinho. Deus precisa falar com você.
Pedro foi depressa ao encontro do Senhor. Chegando à sua presença fez uma profunda reverencia. O senhor foi logo dizendo:
- Ha muita gente que não deveria estar aqui nesta santa e celestial morada. Por que você os deixou entrar?
Pedro respondeu assustado:
- Não é possível ! Como é que isso pôde acontecer? Estou tão surpreso quanto o Senhor! Fico no meu lugar , dia e noite , vigiando a entrada do céu. Permaneço atento para que só entrem as pessoas que estão purificadas.
-Calma Pedro. Talvez alguém esteja trapaceando. Olhe! Você conhece aquelas pessoas?
- Não senhor. francamente nunca as vi e com certeza não passaram por mim. eu lhe prometo que vou encontrar o responsável por isso. Se eu não conseguir, o senhor pode me tirar o cargo de porteiro do céu.
- Pedro voltou rapidamente para o seu posto. Conferiu a fechadura. Verificou se não havia alguma entrada clandestina. Nada. Tudo estava na mais perfeita ordem.Sorriu, tranqüilo, e continuou vigiando a grande porta.
Poucos dias depois para sua surpresa, constatou a presença de novos intrusos. Por onde entraram? Como? Quando? foi logo procurar Deus. ambos resolveram , então, permanecer perto da entrada do céu para descobrir o que estava acontecendo. Ficaram bem atentos.
O que viram? Uma cena fantástica! Fora do céu, nas proximidades da porta de entrada, uma multidão chorava.Eram as pessoas que Pedro não deixava entrar. Profundamente comovida, lá estava Maria ajudando-os.A Mãe de Deus encostara uma escada no muro e fazia as pessoas subir por ela e entrar no céu.
Pedro suspirou aliviado. Tendo provado sua inocência, disse para Deus: 
- Talvez seja bom o Senhor ter uma conversa com ela...

Mas Deus vendo o carinho, a doçura e a ternura com que Nossa Senhora tratava aqueles infelizes, concluiu: 
- Não adianta, Pedro.Você a conhece bem. Ela sempre vai conseguir um jeitinho de continuar ajudando!

Pe. J.Ramón
                                                                                         

A arte de cultivar virtudes


Todos nós possuímos um tesouro inestimável. Chama-se corpo humano. É uma máquina especial, dotada de tantas utilidades que o homem já concluiu que necessita estudá-lo muito ainda para descobrir tudo de que ele é capaz.

A nossa capacidade cerebral, por exemplo, não é utilizada senão em parte.
Com tal preciosidade, no entanto, não nos preocupamos o quanto deveríamos. Falamos de como o violentamos, em nosso dia-a-dia.

Por exemplo, existem pessoas que se dizem difíceis de serem provocadas. Aparentam calma, sangue frio e ouvem provocações descabidas, sem entrarem em uma briga.
Dizem que não vale a pena aceitar a provocação alheia, se desgastar em função de desequilíbrios que o outro esteja vivenciando.

Têm razão. Poupam-se assim de adquirir problemas graves para sua saúde, como seja, um mal-estar gastrointestinal, com cólicas, dores no estômago, dores de cabeça.

Outras criaturas, entretanto, aceitam facilmente qualquer provocação. Basta um pequeno esbarrão, entrando no ônibus, alguém que passe à sua frente em uma fila de espera qualquer, uma ultrapassagem no trânsito, para comprarem uma briga.

Alteram-se, xingam e, mesmo depois do pretenso mal-educado se retirar do local, continuam despejando o fel da sua raiva por sobre os que as rodeiam.

Falam sem parar, fazem gestos exagerados e, se eventualmente, a outra pessoa aceitar o desafio, partem para as vias de fato. A violência explode em tapas, socos e até uso de arma.

Essas pessoas com dificuldade retornam ao estado anterior, de mais ou menos normalidade, ou de normalidade aparente.

Mal imaginam que, enquanto pretendem agredir, estão a si mesmas fazendo grande mal. Um ataque de raiva descarrega na corrente sanguínea tal quantidade de tóxicos que, após tudo tranquilizado, prossegue envenenando órgãos nobres do corpo.
Durante um acesso de ira, dezenas de neurônios, células cerebrais delicadas, podem ser destruídas.

Enquanto a adrenalina circula em abundância, o coração bate descompassado e, por se tratar de uma bomba frágil, sofre avarias. Desta forma, as pessoas que se enraivecem e brigam com facilidade são mais propensas a problemas cardíacos.

Um ministro da saúde de nosso país já teve oportunidade de afirmar que o trabalho não mata. O que mata é a raiva.

E tem razão. A raiva é responsável pela instalação no organismo físico de muitas enfermidades. Enfermidades que, mais cedo ou mais tarde, conduzirão a criatura a diminuição de sua capacidade mental e física. Na sequência, para a morte prematura.
Sábio foi o Mestre Jesus que nos ensinou a mansuetude, a calma, a paciência ante todas as situações.
* * *
Com calma em nosso cotidiano, evitaremos as indisposições com terceiros, as irritações na via pública, a agressividade no trânsito da cidade, bem como os estresses desnecessários dentro do lar.

Com calma entenderemos cada ocorrência à nossa volta e cada pessoa em nosso caminho.
Guardemos a certeza de que, com calma, nada perderemos em nossa trajetória humana.
Seja qual for a situação que nos convide à ação, à tomada de atitude, façamos com calma, com muita calma e aguardemos a colheita dos frutos da saúde e da paz

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Jovem:

        
        Tenha dinamismo em sua vida        Não fique aí parado de braços cruzados.
        Melhore o mundo com seu trabalho.
        Crie algo de novo!
        Solte suas idéias.
        Use de toda sua criatividade para construir algo útil.
        Deixe marcas de bondade e paz.
        Livre-se urgentemente da apatia.
        Não se deixe vencer pelas dificuldades, elas sempre existirão.
        Levante a cabeça e coragem!
        Não entregue os pontos facilmente.
        Nada pior que o desânimo e a falta de coragem.
        Acredite mais em você mesmo, na sua capacidade.
        Vamos unir nossas mãos e um mundo novo construir.

         Fonte :SSVP

Noticias do mundo

Mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões 2011

O papa reitera na mensagem que a evangelização é uma dimensão essencial da Igreja e uma tarefa urgente hoje, pois a secularização faz com que muitas pessoas vivam como se Deus não existisse.
"O Evangelho não é uma propriedade exclusiva de quem o recebeu, mas um dom a ser partilhado e comunicado", sublinha o papa, reiterando que todo batizado é chamado a levar a todos a Boa Nova do Evangelho.
Bento XVI ressalta que aumenta o número de pessoas que tendo recebido o anúncio do Evangelho o esqueceram e abandonaram. "Esta em andamento uma mudança cultural, alimentada pela globalização e pelo relativismo, uma mudança que leva a um estilo de vida que exclui a mensagem do Evangelho e exalta a busca do bem-estar, do dinheiro fácil, da carreira e do sucesso como objetivo de vida, mesmo em detrimento dos valores morais", disse.
O Santo Padre convida os fieis a responderem à vocação missionária resposta essencial para a vida da Igreja. "A obra evangelizadora é essencial para a Igreja e não pode ser considerada simplesmente como uma das várias atividades pastorais".
Referindo-se a Paulo VI, a mensagem ressalta que a animação missionária dá uma atenção particular à solidariedade. "É inaceitável que a evangelização transcure as questões relativas à promoção humana, justiça e libertação de todas as formas de opressão, obviamente, respeitando a autonomia da esfera política. Ignorar os problemas temporais da humanidade significa esquecer a lição que vem do Evangelho sobre o amor ao próximo que está sofrendo", frisa Bento XVI.
O Dia Mundial das Missões "é um chamado a revigorar em cada pessoa o desejo e a alegria de ir ao encontro da humanidade levando a todos, Cristo", conclui a mensagem.
Fonte :CNBB/RV

DOCUMENTO FINAL

“JMV, enraizados em Cristo, semeemos a esperança”

Reflexão do dia : Acredite que você pode

Todos devemos acreditar que podemos alcançar o que desejamos. Para isso devemos lutar, buscar conhecimento, trabalhar e concretizaremos nossos sonhos.
Trago no dia de hoje um vídeo para refletir e acreditar que você pode.

 Devemos acreditar em nós mesmos para que possamos alcançar o que queremos!! Depende de nós!!

Frases de São Vicente de Paulo


«Não me basta amar a Deus, se o meu próximo também não o ama»

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Videos enviados pelo "JUMA CAVEIRA" Higor e Yuri



Videos enviados pelo Juma Caveira em homenagem a equipe do Blog Vicentinos do Asfalto

La Bamba Marial


Ser um membro da JMV

Erros de Gravação

Nós que fazemos o Blog Vicentinos do Asfalto agradecemos ao "Juma Caveira" ...


"JUMA NEWS", o que é isso?


“Juma news”: É o serviço de jornalismo do blog dos Vicentinos do Asfalto. O Juma News servirá para publicar notícias gerais sobre a JMV, onde o foco principal será a entrevista semanal com um Jovem Marial Vicentino.
E o entrevistado dessa semana será o correspondente da JMV Brasil, no secretariado internacional, Cleber Fabio.

Reflxão do dia: Poema (Vitor Hugo)


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.


Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ".

Noticias do Estado

Reforma na catedral de Sant’Ana de Caicó deve ser concluída em abril



Segundo o engenheiro Flávio Cássio, que supervisiona a reforma na catedral de Sant’Ana de Caicó, a obra deve ser entregue até o mês de abril deste ano, provavelmente na Semana Santa. A equipe está instalando as tesouras metálicas, usadas na sustentação do telhado, para concluir a cobertura e a colocação do forro de gesso. As telhas devem chegar até o início de fevereiro.
Outra parte do serviço inclui o acabamento na restauração das paredes, para também finalizar a pintura. Depois, segue a restauração do piso interno, bem como a construção de rampas de acesso na calçada que circunda a catedral. Para evitar acidentes com portadores de necessidades especiais ou de mobilidade reduzida, foram utilizados materiais antiderrapantes.
Fonte : Robson Pires

Frases de São Vicente de Paulo



«Se procurardes a Deus, encontra-Lo-eis por toda a parte...»

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Noticias do mundo


Setor Juventude lança subsídio que ajuda na realização das Jornadas Diocesanas da Juventude

Capa_JDJ_FinalO subsidio será lançado pelas Edições CNBB e foi elaborado sob a coordenação do bispo referencial do Setor Juventude, da CNBB, dom Eduardo Pinheiro e do assessor da Comissão, padre Carlos Sávio Ribeiro. A assessoria aos jovens foi feita pelo estudioso das Jornadas Mundiais da Juventude, Erofilho Cardozo, e pela assessora do Setor Universidades da CNBB, irmã Maria Eugênia Lloris.
O material de 2011 visa ajudar os jovens a se prepararem para a celebração da Jornada Diocesana da Juventude e tem como subtítulo o tema da Jornada Mundial da Juventude, que acontece em Madri, na Espanha, no mês de agosto.
O subsídio dá dicas e sugestões para essa preparação, abrindo espaço para a criatividade e a adaptação às realidades dos jovens. O documento propõe a realização de três encontros: primeiro, enfocando a relação pessoal com Jesus Cristo. Segundo, dedicado à vivência do jovem na Igreja e, por último, voltado à atuação do jovem cristão na sociedade.
São apresentadas sugestões práticas para que a juventude possa conhecer a profundidade das mensagens bíblicas e experimentar a riqueza da espiritualidade celebrada nas jornadas e testemunhar o amor de Cristo no mundo hoje.
“Fruto do trabalho de jovens representantes das várias expressões eclesiais da juventude de todo o Brasil, o subsídio Jornada Diocesana da Juventude 2011 – ‘Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé’ (cf. Cl 2,7) tem como objetivo criar uma caminhada de formação e preparação para um novo tempo de evangelização da juventude brasileira”, destacou o assessor do Setor Juventude da CNBB, padre Carlos Sávio.
“Esse será o primeiro texto de uma coleção produzida para ajudar os jovens a caminhar em unidade pastoral, temática e celebrativa com a Igreja que, em diferentes partes do mundo, vivencia a diversidade na celebração da unidade pelas Jornadas Diocesanas da Juventude (JDJ)”, completou o assessor.
O subsídio Jornada Diocesana da Juventude 2011 pode ser adquirido direto no site das Edições CNBB (www.edicoescnbb.com.br), pelo telefone (61) 2193-3019 e pelo e-mailvendas@edicoescnbb.com.br

Em meados de 1830 : Video da JMV DMD

Fomos revirar um pouco o túnel do tempo e acabamos encontrando esse video do grupo JMV DMD

Qeremos aproveitar e pedir aos grupos, que também enviem seus videos
JMV até o Fim!

Curiosidades da JMV (Dados atuais)

CONTINENTE
Nº DE PAÍSES
ESTATUTOS APROVADOS
Nº DE MEMBROS
%
África
20
14
8.011
7,9
América
22
19
11.988
11,8
Ásia
09
05
67.659
67,4
Europa
14
07
12.918
12,8
Oceania
01
00
150
0,14
TOTAL
66
45
100.326
100 %