sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Mensagem diária: Deus é conosco

Há momentos em nossa vida, que temos a sensação de estarmos no fundo do poço; eu já vivi momentos que tive essa sensação, é como se estivesse naufragando, e isso deve-se às escolhas erradas que fazemos durante a nossa vida. Nós fomos projetados para o sucesso e a felicidade, nascemos para o alto e não para o fundo. Quando levamos a sério o processo de resgate de Deus, nós somos tirados por Ele de qualquer situação adversa. O apóstolo Paulo dizia: "Buscai as coisas do alto". Não temos o direito de nos acostumar com a derrota, você nasceu para vencer, ou melhor, você já nasceu um vencedor. Não se acostume com as trevas, você é de Deus e precisa voltar para Ele. Quando você faz escolhas erradas, acostuma-se com elas, e para mudar requer uma adaptação, e adaptar-se a uma nova vida requer esforço, dedicação e persistência. Muitas pessoas não conseguem mudar de vida porque querem fazer isso de forma radical. Calma, o processo de transformação é lento! Tenha paciência, você consegue! A maioria das pessoas que vivem no submundo, onde prevalecem as drogas, mentiras e infidelidades, no seu íntimo têm o desejo de sair dessa vida, mas, desistem de tentar quando vêem as dificuldades. Não devemos nos acostumar com toda essa sujeira que denigre o ser humano. Precisamos ser guindados para o lugar ao qual nós fomos projetados. Coragem, irmão! Não queira permanecer no submundo! A proposta de Deus é que cada um de nós alcance cada vez mais as alturas. Não temas, Deus é conosco!

Por César Augusto

Pequena biografia de São Vicente de Paulo


Nascido em Pouy, Dax, França em 24 de Abril de 1581.

Em 1600 é nomeado capelão da Rainha Margarida de Valois; dois anos mais tarde, é pároco de Clichy e, no ano seguinte, preceptor na célebre família “De Gondi”.

1617 é o ano determinante da vida de S. Vicente: decide consagrar a sua vida ao serviço dos Pobres.

Em 1625 funda a Congregação da Missão para evangelizar o povo do campo, mas também para a formação do Clero.

Em 1633 funda as Filhas da Caridade.

S. Vicente foi “um plasmador de consciências, um sedutor de almas, um anunciador e um profeta da Caridade de Cristo, um verdadeiro homem de Deus”.

Morreu em 27 de Setembro de 1660, mas o seu espírito continua vivo nas suas obras.

A Família Vicentina hoje está em festa!

27 de Setembro, dia do nosso patrono, São Vicente de Paulo. Esse homem que tanto nos inspira com suas atitudes e pensamentos. Viva a Jesus Cristo, viva a São Vicente de Paulo!!!! Vamos festejar!!!

“Os pobres sãos os nossos intercessores diante de Deus”

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

PREPARE O SEU CORAÇÃO...

Para ser JMV aonde for não é preciso carregar uma grande bagagem. A receita é simples e vale para toda ocasião:

Na minha mala espiritual vão: o respeito, a honestidade, a vontade de ouvir e aprender, o silêncio para observar Deus em todas as coisas, uma medalha milagrosa para me lembrar sempre de agir como Maria, e as minhas orações preferidas, que mais me fazem elevar o pensamento a Deus.

Na minha mala emocional não pode faltar a alegria jovem, o perdão (pra oferecer naquelas horas em que o debate esquenta), a disponibilidade (para os momentos em que o cansaço chamar), a intenção do serviço (para que o ambiente seja agradável a todos e ninguém se sinta explorado), o espírito de equipe (pra participar de todas as coisas mesmo as que eu não curto muito) e bem lá dentro do peito um amor ardente por Jesus Cristo; amor digno de um jovem mariano e vicentino.

E na minha mala física, vão o material de higiene pessoal e duas ou três roupas para me manter limpinho e cheiroso. Ah! E mais alguma camiseta de grupo, pra trocar com os colegas. Vale levar também algum cartãozinho, porque pode anotar: você irá se encantar por um ou muitos novos amigos que surgirão.

O resto, meus amigos, nascerá no decorrer do Encontrão, podem acreditar.

Uma maravilhosa preparação a todos!

A gente se encontra em 11/10/13.

Até lá!

“A única maneira para uma pessoa, uma família, uma sociedade crescer, a única maneira para fazer a vida dos povos crescer é a cultura do encontro; uma cultura segundo a qual todos têm algo de bom para dar, e todos podem receber em troca algo de bom” – Papa Francisco