sábado, 3 de dezembro de 2016

Papo Jovem: Amor não se escolhe; Amor se acolhe!

Será que ainda lembramos como se transmite o amor?
Ultimamente tem se falado tanto em diversos assuntos, vários posicionamentos, mas tão pouco envolvimento de compaixão, um conforto emocional, uma palavra amiga, ou até mesmo um ato de humildade. Que tenhamos menos blá blá blá e mais ação. Que nossos olhos sejam de amor e não de julgamentos.
Diariamente, encontramos várias formas pobres não de status bancário e sim de humanidade, sem motivos que possamos ao menos usar o nosso direito de resposta. E é nessas horas que nos perguntamos: cadê o respeito? o amor? a igualdade que era para ser usada com o próximo? São vários questionamentos, mas nem um que se coloque no lugar.
Sou muito apaixonada pela banda Rosa de Saron, pois, através das suas músicas, encontro um conforto enorme, algo sem explicação e em uma das suas músicas que se chama "Se" fala justamente disso:

 "Se eu tivesse ouvidos para ouvir, Se eu tivesse boca, talvez pudesse um dia tentar proferir. Algo tão leve, leve, como um leve
Oi amor, leve-me onde possa me encontrar.".

Que não deixemos para o amanhã aquilo que podemos fazer agora! Vamos falar, ajudar, amar e entre tantas coisas boas. Vá e leve ao encontro de quem precisa o significado de uma nova oportunidade de transmitir o sentimento mais lindo que aprendemos desde dos tempos de Cristo que é o amor! E assim, podemos espalhar para o mundo, pois indo ao encontro do próximo é ainda relembrar de ser humano, de amar.

"Ame ao próximo como Deus te ama."

Isabela Maria da Costa Rego
20 anos 
Sou coordenadora do Zonal do Alto Oeste que pertence à Diocese de Mossoró, 
Vice tesoureira da JMV Pau dos Ferros e vogal no Regional Natal.






Nenhum comentário:

Postar um comentário