segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

LECTIO DIVINA

Evangelho – Lc 5,17-26 17
cura do paralítico

Um dia Jesus estava ensinando. Em sua volta estavam sentados fariseus e doutores da Lei, vindos de todas as aldeias da Galileia, da Judeia e de Jerusalém. E a virtude do Senhor o levava a curar. 18Uns homens traziam um paralítico num leito e procuravam fazê-lo entrar para apresentá-lo. 19Mas, não achando por onde introduzi-lo, devido à multidão, subiram ao telhado e por entre as telhas o desceram com o leito no meio da assembleia diante de Jesus. 

20 Vendo-lhes a fé, ele disse: Homem, teus pecados estão perdoados. 21 Os escribas e fariseus começaram a murmurar, dizendo: Quem é este que assim blasfema? Quem pode perdoar os pecados senão Deus? 22 Conhecendo-lhes os pensamentos, Jesus respondeu, dizendo: ‘Por que murmurais em vossos corações? 23 O que é mais fácil dizer: ‘teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘levanta-te e anda’?
24 Pois, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder de perdoar os pecados – disse ao paralítico – eu te digo: levanta-te, pega o leito e vai para casa’. 25Imediatamente, diante deles, ele se levantou, tomou o leito e foi para casa, louvando a Deus. 26 Todos ficaram fora de si, glorificavam a Deus e cheios de temor diziam: ‘Hoje vimos coisas maravilhosas!’
Senhor, começamos esta semana pedindo que nos envie Seu Santo Espírito para que tenhamos o dom da perseverança.

Mais uma vez, chama nossa atenção a insistência de algumas pessoas de procurarem Jesus para ficarem curadas. Contrastam com isso duas atitudes nossas: a de acreditarmos não sermos merecedores de benefícios que Jesus venha a nos conceder e, por outro lado, nossa pouca persistência na oração. O paralítico do evangelho de hoje não só se acreditava merecedor da cura como também persevera em sua busca de tal forma a entrar no local onde o Mestre estava pelo telhado.

Ele se esforçou para ser notado por Jesus (claro, contando com a ajuda de quem o carregasse para isso). Não fosse isso, teria voltado para casa do mesmo jeito com que de lá saiu. Quantas vezes deixamos de acreditar que determinadas coisas vão acontecer em nossa vida porque estão difíceis demais ou demorando demais? Pensemos no quando nossa esperança é importante para que determinados eventos aconteçam…

Por isso, peçamos hoje que o Espírito Santo nos alimente com o dom da perseverança para resgatar nossa esperança em dias melhores, em acontecimentos positivos e, sobretudo, nossa fé de que o que é necessário para nosso coração se torne realidade. Que esse dom faça com que permaneçamos conectados com Jesus sem quaisquer quebras ou interrupções em nossa comunicação para que, a cada dia, possamos depositar nossas necessidades no coração de Jesus, confiantes de que, para Ele TUDO é possível. Ele é capaz de realizar maravilhas em nossas vidas. Amém!
 Ana Paula Ferreira – Família Missionária Verbum Dei – Belo Horizonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário