quarta-feira, 30 de novembro de 2016

TUDO tem o seu tempo determinado

TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
(Eclesiastes, 3-1)

      A bíblia ensina; a gente decora; vira sabedoria popular... mas  não aprendemos de primeira até verdadeiramente precisarmos. O tempo, tão relativo e tão útil para controlar nossas experiências, muitas vezes leva a culpa e a responsabilidade. Quando criança queremos que passe logo. Envelhecendo, queremos que ele congele... amando queremos que ele se exploda; e sofrendo, parece até que ele anda em marcha-ré. O fato é que certas vezes, essa invenção do homem de medir o tempo acaba por ser nosso algoz. pensamos que o tempo é um ser tão poderoso que pode nos aprisionar, nos privar de certas alegrias, ou ainda nos dar alguma coisa que não temos. Discordo: venho aprendendo que o que faz qualquer dessas coisas é a nossa mente, que escraviza e se faz refém muito rapidamente para não ter de mudar. Na verdade os únicos responsáveis por qualquer mudança em nós somos nós mesmo. Seja em que tempo for.

      Deus nos pede para fazer a nossa parte. Isso tem muito mais de iniciativa e ação do que de tempo. Deus nos dá fortaleza, ciência, sabedoria e tantos outros dons para que possamos multiplicar os talentos e apresentar ao final da nossa jornada. cada um no tempo que souber fazer. Mas FAZENDO. De nada adianta planejarmos, sonharmos, e ficarmos sentadinhos na duna da praia, em cima do muro ou na calçada de casa a pensar: "Ah se eu tiver tempo..." "ah se eu conseguisse" "ah se me deixassem fazer...".  Não estou aqui dizendo para infringir regras básicas e sair por aí em surto megalomaníaco. Mas peço que faça. Façam! Sejamos jovens em ideias e ações. Sejamos corajosos. A ação exige um coração valente e uma mente focada. Exige de nós  muitas vezes ouvidos surdos para depreciações dos outros da própria mente que nos diz para desistir. Exige ousadia e humildade para não nos enganarmos quando a tentativa não funcionar. Exige também muita flexibilidade para ajustar as velas ao vento. E sobretudo exige abandono. Saber que embora estejamos fazendo, nada somos diante da grandiosidade do plano de Deus. Façamos mesmo assim. Somos pequeninhas fagulhas divinas. embora pequenas, somos amostras raras do universo. O todo não seria o todo se cada um de nós não existisse.

      Então, moléculas microscópicas de Deus, mexam-se! Mexam-se em mim e em você. Dancemos com a vida, seja lá qual for o ritmo. E acreditemos: nenhum julgamento é exato. Somos incertos. façamos mesmo assim! Há um Deus que tudo pode sobre nós a nos olhar. Façamos!!!

Levante-se já e comece a ação por agradecer. Olhe ao redor e mais adiante. Viu quanto temos de beleza no mundo? Façamos por merecer e deixemos mais beleza por aí. 
      Chega! digo a mim mesma: "Chega de olhar pros erros dos outros a justificar a sua própria inércia.". o mundo está para os corações valentes. Você ainda duvida que o seu seja um? Eu tenho certeza que é sim. Sei da sua caminhada; não foi nada fácil. Deixemos-nos lapidar. E multipliquemos talentos!

Louvado seja Deus.

Clarissa Paiva
jornalista, 35 anos. 
Durante 27 foi membro ativo da 
Juventude Mariana Vicentina.


"Amar ao próximo além da distância!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário