sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Sejamos os Vicentes de hoje

Bom Dia Galera!!!
Essa noite estive lendo um pouco mais sobre as obras do nosso patrono, São Vicente de Paulo, parei para pensar "O que São Vicente faria nos dias atuais?"
Você já imaginou São Vicente tendo em mãos todas as ferramentas que temos hoje?
Consegue imaginar até onde a caridade de São Vicente chegaria, se ele tivesse meios de transportes como temos?
Quantas publicações no Twitter, Facebook, Blog, renderiam as milhares de cartas escritas por Vicente? 
São várias perguntas que surgem para refletirmos ... 
Deixo aqui uma musica que nos convida a amar como Vicente, o nome dela é "Só com amor se move a vida":

Vem! Vamo-nos vestir de Vicente/ Porque lá fora, nossa gente/ Vive a incerteza do amanhã./ Vem! Vamo-nos fazer de menino/ Porque lá fora os pequeninos/ Querem um lugar ao sol./ Sonhar! Como é bom poder sonhar!/ É divino ensinar como o mestre ensinou./ Plantar, Plantar! Como é bom poder plantar/ Mil sementes de emoção, explodindo no coração.

Vem! Vamos levar fé e calor/ Muita esperança, paz e amor:/ Somos caminho e a fonte/ Vem! Vamos formar um batalhão/ E em toda nossa inspiração/ Adicionar este ideal:/ Somar, para poder dividir;/Não partir sem repartir,/ Deixando alguém feliz, feliz./ Ninguém tem tanto que nada falte;/ Nem tão pouco, que não tenha/ Um pouquinho pra doar.

Fiz essa montagem só para ilustrar um pouco de como seria o Facebook de São Vicente nos dias de hoje...
Montagem ilustrativa feita por João Elias Fernandes.
Um pouco da Sua história:
Vicente foi um grande  sacerdote, gerado numa família pobre e religiosa, ele não ficou de braços cruzados mas se deixou mover pelo espírito de amor. Como padre, trabalhou numa paróquia onde conviveu com as misérias materiais e morais; esta experiência lhe abriu para as obras da fé. Numa viagem foi preso e, com grande humildade, viveu na escravidão até converter seu patrão e conseguiu depois de dois anos sua liberdade.

A partir disso, São Vicente de Paulo iniciou a reforma do clero, obras assistenciais, luta contra o jansenismo que esfriava a fé do povo e estragava com seu rigorismo irracional. Fundou também a “Congregação da Missão” (lazaristas) e unido a Santa Luísa de Marillac, edificou as “Filhas da Caridade” (irmãs vicentinas).
Sabia muito bem tirar dos ricos para dar aos pobres, sem usar as forças dos braços, mas a força do coração. Morreu quase octogenário, a 27 de setembro de 1660, mas a sua chama continua viva nos corações  de muitos jovens e seguidores da sua obra... 

Então galera, fica aqui o convite, para nos vestirmos de Vicente, e espalhar o amor que Deus nos ensinou...

Um forte abraço! 

Não esquece de deixar o seu comentário! =P

João Elias Fernandes
Sou João, tenho 23 anos, estudante de engenharia de produção,
Jovem Mariano Vicentino. 
Caicoense, 
Moro em Campina Grande PB, onde estudo




Nenhum comentário:

Postar um comentário