segunda-feira, 15 de abril de 2013

Pontificado; Francisco completa um mês de Papa


Simplicidade e espontaneidade são marcas do Papa Francisco



Em sua primeira aparição pública como Papa, Francisco se inclina pedindo orações aos fiéis (Foto: news.va)
Em sua primeira aparição pública como Papa, Francisco se inclina pedindo orações aos fiéis (Foto: news.va)Neste sábado, 13, completa-se um mês da eleição do Cardeal Jorge Mario Bergoglio à Cátedra de Pedro.
Desde os primeiros momentos de seu Pontificado, o Papa Francisco conquistou as pessoas com sua simplicidade, ternura e espontaneidade.
Eis algumas de suas palavras: “Quero lhes pedir um favor. Caminhemos todos juntos, cuidemos uns dos outros, cuidem da vida, da natureza, das crianças e dos idosos. Que não haja ódio, brigas, deixem de lado a inveja, não firam ninguém. Dialoguem, que entre vocês viva o desejo de cuidar uns dos outros. Deus é bom, sempre perdoa, compreende, não tenham medo Dele; é Pai, aproximem-se Dele. Rezem por mim.”
No encontro com os jornalistas na Sala Paulo VI, o Pontífice recordou as palavras do arcebispo emérito de São Paulo, Cardeal Cláudio Hummes, seu grande amigo, que o convidou a não se esquecer dos pobres, logo após sua eleição.

“Aquela palavra entrou aqui – disse, indicando a cabeça – ‘os pobres, os pobres’. Aí, pensei em Francisco de Assis e depois, nas guerras. E Francisco é o homem da paz, o homem que ama e tutela a Criação. Francisco é o homem que nos dá este espírito de paz, o homem pobre. Ah, como gostaria de uma Igreja pobre e pelos pobres!”, disse Francisco.
O ecumenismo, compromisso com os pobres e o impulso para a nova evangelização estão entre os temas que o novo Papa colocou no centro de seu ministério, neste primeiro mês de Pontificado. Numa das audiências gerais realizadas nas quartas-feiras, Francisco destacou que “a fé se professa com as palavras e com o amor” e recordou o papel fundamental das mulheres nos Evangelhos.
“Isso é bonito, e esta é um pouco a missão das mulheres, mães e avós. Testemunhar a seus filhos e aos netos que Jesus está vivo, que Ele ressuscitou. Ele é a esperança que enche o coração. Mães e mulheres, avante com este testemunho”, exortou.
Na Missa de posse da Cátedra do Bispo de Roma, celebrada na Basílica de São João de Latrão, no último domingo, 7, o Papa Francisco disse: “Amados irmãos e irmãs, deixemo-nos envolver pela misericórdia de Deus; confiemos na sua paciência, que sempre nos dá tempo; tenhamos a coragem de voltar para sua casa, habitar nas feridas do seu amor deixando-nos amar por Ele, encontrar a sua misericórdia nos Sacramentos. Sentiremos a sua ternura, sentiremos o seu abraço, e ficaremos nós também mais capazes de misericórdia, paciência, perdão e amor.”
Fonte: Canção Nova

Nenhum comentário:

Postar um comentário