quinta-feira, 21 de julho de 2011

JMV Mundo: JMV Illinois e Missouri, USA – Julho 2011

Juventude Mariana Vicentina – Semana de Serviço em Little Rock, Arkansas
GM Jul2011

A primeira semana de junho, mais de 100 adolescentes e seus acompanhantes de Illinois e Missouri viajaram a Little Rock, Arkansas para a “Missão de Operação – A Revisão”.
Os preparativos foram feitos vários meses antes da viaje, para “viver em” e “servir na” área de Little Rock. “Muitas mãos adiantam o trabalho” é a forma que se costuma dizer, mas com este grupo soa melhor esta versão: “Muitas mãos fazem… com que muitas coisas se realizem”. Muitas pessoas foram atendidas através dos projetos de trabalho prévios para as equipes dos adolescentes e seus líderes adultos em toda a zona de Little Rock.
Alojando-se no Orfanato de São José, construído em 1908, o grupo serviu à comunidade de distintas maneiras. Enquanto alguns montavam um novo telhado em uma casa, outros se ocupavam da limpeza de seu interior. Outro grupo revitalizava um grande campo de jogos que está aberto para servir aos mais desfavorecidos do bairro. Uma família recebeu uma cozinha e um banheiro que necessitava completar. A senhora estava satisfeita de ter uma nova estufa e água corrente em sua cozinha e instalaram-lhe também duas escadas uma na entrada da frente e outra na saída traseira da casa. Outro grupo criou uma estufa para o Lar de São José, enquanto outros pintaram as janelas que necessitavam este conserto. A equipe de St. Augustine renovou a casa paroquial que esperava a chegada de dois novos seminaristas. Membros da equipe de Saint Anne cavaram valas, instalaram encanação de drenagem, pintaram e varreram.
GM Jul2011 3
Os estudantes que aceitaram o convite para ir servir aos pobres na viagem da JMV, recebem muito em uma semana. Um estudante comentou: “Os dias são calorosos e trabalhamos pesado, mas é a melhor semana do ano.” Algumas das moças inclusive deram um giro com o martelo nemático. Os adolescentes não só aprendem a construir coisas, mais também aprendem a amar aos demais, incondicionalmente. Uma equipe passou a semana com uma paciente com câncer ordenando e limpando sua casa e pátio. Ela estava simplesmente encantada, isso se sentia isso ao ver-la. “Chegamos a nos fazer tão amigos dela que foi difícil deixá-la”, disse um membro do grupo. Outro grupo fez bolachas e se foi à “Panela de Guisado” ajudar em um restaurante popular que tem a igreja local, para as pessoas sem tento que recebem comida todos os dias. “Foram muito amáveis e agradecidos. Gostei muito de falar com todos eles”, disse um adolescente. Os jovens e os adultos ficaram tocados para sempre pelos corações daqueles a quem serviram.
Serviu-se a muita gente em projetos em toda a zona de Little Rock. Todas as equipes se reuniam no final de cada dia compartilhando o tempo da Eucaristia, o almoço, etc. Tinham tempo para refletir e compartilhar suas experiências com as outras equipes. Os jovens eram de distintos lugares e alguns não conheciam os outros antes de ir. “Todos voltamos como uma grande família e com muitos novos números de telefones e correios eletrônicos. Definitivamente estaremos em contato”, comentou um dos participantes. Uma das coisas divertidas que foram programadas durante a semana foi uma festa organizada pela Comunidade Espana da Paróquia de Santa Ana. Outra comida compartilhada com as pessoas sem teto que vieram a compartilhar sua lida conosco. Um passeio com eles onde vivem fora dos refúgios, abriu nossos olhos ao que realmente significa a luta por sobreviver, enquanto sofrem pelas ruas. “Compartilhar a hora de comer com eles e “entrar” a suas vidas foi um presente”, disse um participante.
GM Jul2011 2
 
Pergunta a qualquer pessoa que passou na primeira semana de junho tão quente, suando durante todo esse trabalho, se viriam outra vez se obtinha mesma resposta: “Eu me alisto.”
Quando se compartilha o fio condutor da compaixão e do amor pelos demais, não pode deixar de ser animado para continuar ajudado aos necessitados.
As vezes só se necessita um abraço terno para cobrir as necessidades de alguém, mas outras vezes se necessita um teto novo.

Um comentário:

  1. São vicentinos vibrantes comprometidos com os pobres e com a cara dos jovens! Grande exemplo um grande abraço a toda JMV Internacional.

    AMEMOS OS POBRES COM O SUOR DE NOSSOS ROSTOS E A FORÇA DE NOSSOS BRAÇOS!

    ResponderExcluir