quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Em encontro com japoneses, Papa enfatiza o diálogo: “não há paz sem diálogo”

Encontro do Papa com alunos e professores japoneses aconteceu nesta manhã, 21, no Vaticano

Jéssica Marçal
Da Redação

Em encontro com japoneses, Papa enfatiza o diálogo: “não há paz sem diálogo”
Não se pode ter paz sem diálogo, destacou o Papa a alunos e professores japoneses. Foto: Arquivo

O Papa Francisco recebeu em audiência na manhã desta quarta-feira, 21, alunos e professores do Colégio japonês Seibu Gauken Bunri Junior. Nas breves palavras dirigidas a eles, o Santo Padre focou na importância do diálogo, do conhecer outras pessoas e culturas, pois isso leva ao crescimento pessoal e à paz.


“Se nós somos isolados em nós mesmos, temos somente aquilo que temos, não podemos crescer culturalmente; em vez disso, se nós vamos encontrar outras pessoas, outras culturas, outros modos de pensar, outras religiões, nós saímos de nós mesmos e começamos aquela aventura tão bela que se chama ‘diálogo’ ”

Francisco não deixou de considerar o perigo da briga, algo que pode acontecer durante um diálogo. Mas para poder dialogar sem brigar, o Santo Padre destacou a brandura, a capacidade de encontrar as pessoas e as culturas com paz. “Ouvir os outros e depois falar. Primeiro ouvir, depois falar. Tudo isso é brandura”, disse.

E este diálogo brando, sabendo ouvir o outro é o que faz a paz. “Não se pode ter paz sem diálogo. Todas as guerras, todas as lutas, todos os problemas que não se resolvem, com os quais nos deparamos, existem por falta de diálogo”.

Ouvindo as palavras do Papa, uma das alunas manifestou-se, agradecendo ao Santo Padre por ter concedido a eles um pouco de seu “precioso tempo”. “Estamos felizes por ter a oportunidade de encontrá-lo e escutar suas palavras. De agora em diante colocaremos em prática na nossa vida aquilo que escutamos do senhor”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário